Obras de reestruturação da Urgência do Hospital de Guimarães vão acontecer este ano

  • Publicado em Sociedade
Investimento de 3,1 milhões de euros

A "muito desejada e necessária" reestruturação do Serviço de Urgência do Hospital Nossa Senhora de Oliveira, em Guimarães, vai acontecer este ano, representando um investimento de 3,1 milhões de euros, disse à Lusa o responsável por aquela unidade hospitalar.

Segundo o presidente do Conselho de Administração do Hospital Nossa Senhora de Oliveira, Delfim Ferreira, a "questão da remodelação da urgência já vem desde 2004", mas só em 2015 deu-se início ao processo, sendo que "apenas falta agora o visto do Tribunal de Contas" para iniciar a obra.

O objetivo da intervenção, orçada em 3,1 milhões de euros, é ampliar em mais de 1.000 metros quadrados o espaço onde funciona a urgência, de forma a "melhorar as condições de atendimento dos doentes", assim como "melhorar as condições de trabalho" para os profissionais de saúde.

"Esta é uma intervenção muito desejada e necessária. Embora o Hospital de Nossa Senhora de Oliveira tenha celebrado recentemente 25 anos, o projeto tem mais de 40 (e) é mesmo mais antigo do que o Serviço Nacional de Saúde", referiu o responsável.

Delfim Ferreira apontou cinco vetores de intervenção: "Adequação com ampliação do espaço físico à necessidade assistencial progressiva do doente crítico, ampliação da área pediátrica, criação de Unidade de Cuidados Intermédios, criação de áreas assistenciais organizadas por prioridade na triagem e criação de nova via de acesso dedicada à consulta externa, para assegurar fluxos de circulação dos cidadãos", enumerou.

O responsável explicou ainda que o prazo de execução da obra é aproximadamente um ano: "Temos a convicção que a nova urgência estará em funcionamento até ao final de 2018", disse.

O Hospital de Guimarães serve aproximadamente 260 mil pessoas dos concelhos de Guimarães, Fafe, Cabeceiras de Basto, Mondim de Basto e Vizela.