Sono e Sustentabilidade marcam o 26º encontro informal com cientistas no CCVF

  • Publicado em Atualidade
Às 21:15 horas

O Café Concerto do Centro Cultural Vila Flor recebe esta quinta-feira, às 21:15 horas, a 26ª sessão da iniciativa PubhD UMinho. Com o objetivo de aproximar a ciência da sociedade, dois alunos de doutoramento vão falar sobre a sua investigação em neurociências do sono e sustentabilidade dos recursos minerais.

Lembra-se da última vez que se deitou com fome? Quão fácil foi adormecer? Daniel Machado trabalha no Instituto de Ciências da Vida e da Saúde (ICVS) da Universidade do Minho em parceria com a Universidade Thomas Jefferson, nos Estados Unidos. Sabe-se que o sono é praticamente incompatível com outros comportamentos tais como comer ou falar. O estudo de Daniel Machado foca-se na capacidade de gestão de processos incompatíveis que o cérebro é capaz de realizar. Perceber como ela está alterada em pacientes com doenças mentais poderá permitir uma melhor compreensão destas doenças.

Wellington Alves é, por sua vez, investigador em Engenharia Industrial e Sistemas no Centro ALGORITMI da Universidade do Minho. O uso de recursos naturais (entre os quais os minerais) de uma forma responsável permite que estejam também disponíveis para as gerações seguintes. O investigador pretende desenvolver modelos e estratégias ambientais particularmente aplicados à realidade brasileira, que permitam reduzir os impactos ambientais da extracção mineira e manter a sustentabilidade dos recursos.

O PubhD (pub=bar e PhD=doutoramento) é um movimento de divulgação da ciência que surgiu no Reino Unido (2014) e se realiza agora em 25 cidades europeias. O PubhD UMinho é organizado pelo STOL - Science Through Our Lives, desde janeiro de 2016, em Braga e Guimarães e por ele já passaram 57 investigados em outros tantos tópicos diferentes.