Guimarães Jazz 2018 contempla a realização de 13 concertos em 10 dias consecutivos

  • Publicado em Atualidade
Programação estende-se à cidade e marca presença nas escolas

O Guimarães Jazz arranca esta quinta-feira, com um programa recheado e onde se destaca uma abertura à Cidade e à comunidade vimaranense. Estão programadas iniciativas que, entre 08 e 17 de novembro, se estendem por vários pontos da cidade, com Jam Sessions e momentos de animação de alguns espaços comerciais. Pela primeira vez, o Guimarães Jazz marca presença também nas escolas da Cidade, com iniciativas a decorrerem nos maiores intervalos da parte da manhã. 

"Este programa tem muito daquilo que são as marcas da política cultural do Município, com uma programação cuidada, mas que complementa essa programação com a dinâmica formativa, a dinâmica de criação e residência", salientou Paulo Lopes Silva, adjunto da Vereadora da Cultura. Através desta abertura à comunidade, foi realçado as iniciativas nas escolas e também sessões em vários espaços públicos e comerciais.

Desta forma, pretende-se que a constante presença da música na cidade e na agenda dos espetadores, em relevo para os mais jovens, contribua para a aproximação dos músicos às pessoas.

O diretor artístico do Guimarães Jazz, Ivo Martins, realçou a estratégia assente em "novos projetos" e aposta em "artistas em ascensão" na certeza de que serão projetados no panorama internacional, configurando o nome de João Barradas, que atua na terça-feira (13 de novembro), neste contexto.

Há uma expetativa em "quebrar rotinas", mas sem perder a matriz de notariedade de um evento considerado "património da cidade", segundo Paulo Lopes Silva.

Entre os concertos programados, destacam-se três nomes incontornáveis da história mais recente do jazz: o contrabaixista Dave Holland, o trompetista Dave Douglas e o também trompetista, compositor e arranjador Steven Bernstein.

Na conferência de imprensa de apresentação do evento ficou patente que um dos traços mais marcantes do Guimarães Jazz é a atenção prestada à nova geração. Neste caso, destaque para dois nomes emergentes oriundos de Chicago: o trompetista Marquis Hill e o contrabaixista Matt Ulery, que, além do concerto com o projeto Delicate Charms, orientará as oficinas de faz e as Jam Sessions e dirigirá a Big Band e o Ensemble de Cordas da ESMAE.

Os bilhetes já se encontram à venda, com destaque para os descontos em cartão jovem/estudante e mais de 65 anos, no âmbito da promoção de Cultura para Todos. Mas também existem passes gerais ou de três dias, por forma a cativar a permanência daqueles que visitam Guimarães.

PROGRAMA

QUINTA 08 NOVEMBRO
CCVF / GRANDE AUDITÓRIO / 21H30
AZIZA featuring Dave Holland, Chris Potter, Kevin Eubanks and Eric Harland

SEXTA 09 NOVEMBRO
CCVF / GRANDE AUDITÓRIO / 21H30
Marquis Hill Blacktet

SÁBADO 10 NOVEMBRO
CCVF / PEQUENO AUDITÓRIO / 18H30
Pablo Held Trio

SÁBADO 10 NOVEMBRO
CCVF / GRANDE AUDITÓRIO / 21H30
Steven Bernstein`s Millennial Territory Orchestra with Catherine Russell

DOMINGO 11 NOVEMBRO
CCVF / GRANDE AUDITÓRIO / 17H00
Big Band e Ensemble de Cordas ESMAE dirigida por Matt Ulery

DOMINGO 11 NOVEMBRO
CIAJG / BLACK BOX / 21H30
Projeto Guimarães Jazz / Porta-Jazz

SEGUNDA 12 NOVEMBRO
CCVF / PEQUENO AUDITÓRIO / 21H30
David Helbock`s Random/Control  

TERÇA 13 NOVEMBRO
CCVF / PEQUENO AUDITÓRIO / 21H30
João Barradas "Own Thoughts From Abroad" com Greg Osby

QUARTA 14 NOVEMBRO
CCVF / GRANDE AUDITÓRIO / 21H30
Orquestra de Guimarães com Léa Freire Quarteto "Cartas Brasileiras"

QUINTA 15 NOVEMBRO
CCVF / GRANDE AUDITÓRIO / 21H30
Dave Douglas UPLIFT featuring Jon Irabagon, Mary Halvorson, Rafiq Bhatia,
Bill Laswell & Ches Smith

SEXTA 16 NOVEMBRO
CCVF / GRANDE AUDITÓRIO / 21H30
Avishai Cohen Quartet

SÁBADO 17 NOVEMBRO
CCVF / PEQUENO AUDITÓRIO / 18H30
Matt Ulery`s Delicate Charms

CCVF / GRANDE AUDITÓRIO / 21H30
The Mingus Big Band

[ Artigo originalmente publicado no dia 25.10.2018 e atualizado esta quinta-feira, 08.11.2018 ]