«ExcentriCidade» promove apresentação da peça de teatro «Trans/missão» em Selho S. Jorge

  • Publicado em Atualidade
Esta sexta-feira, com início às 21:30 horas

«Trans/missão», do grupo de teatro Visões Úteis, é o nome da encenação que será apresentada esta sexta-feira, às 21:30 horas, no Centro Paroquial de Selho S. Jorge, no âmbito do programa de descentralização cultural «ExcentriCidade».

Um músico e um dramaturgo abrem ao público o seu processo de trabalho numa ópera que se pretende revolucionária: uma criação que questiona precisamente as dificuldades de organização e mobilização dos coletivos – seja uma equipa artística, uma comunidade ou todo um povo... de que o português é um especial bom exemplo. Mas, ao longo desta apresentação pública, torna-se evidente a própria dificuldade de colaboração entre os dois artistas, que entram numa rota de colisão que ameaça destruir todo o projeto!

Este é um espetáculo híbrido, que junta música e teatro, e onde o processo colaborativo artístico é utilizado como espelho das marcas de uma identidade nacional que parece estar fadada à não inscrição e à dificuldade de mobilização. Partindo do diagnóstico traçado por obras como «Portugal Hoje, o Medo de Existir» de José Gil, a peça explora com humor a tensão entre o pensar e o agir, e a nossa aparente incapacidade de passar dos diagnósticos à mudança concreta.