Centro Cultural Vila Flor recebe esta noite o concerto «Sons da Liberdade»

  • Publicado em Atualidade
A partir das 22 horas

O Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor recebe esta quarta-feira, a partir das 22 horas, o concerto «Sons da Liberdade», no âmbito do programa «Abril com Cantigas do Maio».

Nas manifestações do 25 de Abril, mesmo naquelas cujo conteúdo é predominantemente discursivo e acompanhado de palavras de ordem, a música está sempre presente. É assim hoje, foi assim desde Abril de 1974, e já assim era no tempo da Resistência.

Não é possível fazer uma história das lutas dos povos pela liberdade ignorando a cultura musical que estes movimentos sociais produziram. A universalidade da música faz com que estas canções sejam, com frequência, mais perenes na cultura popular do que as próprias ideias políticas que as motivaram.

Por isso, as celebrações do 25 de Abril em Guimarães têm sido, a partir de 2015, um momento privilegiado de homenagem às canções de luta pela Liberdade em Portugal, mas também às de outros povos em diferentes épocas e latitudes.

No já habitual Concerto Sons da Liberdade deste ano, serão revisitadas canções das anteriores edições, mantendo também a estrutura de atuação, através da Banda da Sociedade Musical de Pevidém, coros de Guimarães e solistas.

Os temas serão, como habitualmente, acompanhados de projeção de imagens a eles alusivos. Pretende-se, deste modo, contextualizar o tempo e o modo das lutas de que as canções eram parte integrante. 

Este concerto é um reconhecimento a todos aqueles que se bateram pela Liberdade, e também aos autores destas canções que, muitas vezes genialmente, as criaram.

É, pode-se dizê-lo, um concerto contra o esquecimento. Não se canta para esquecer, canta-se para lembrar...

Banda da Sociedade Musical de Pevidém 
Cineclube de Guimarães 
Grupo Coral de Pevidém
Grupo Coral de Ponte 
Orfeão Coelima
Orfeão De Guimarães 
Solistas | Voz: TetrAcord Ensemble, Zé Miguel e Miguel Xavier Guitarra: Pedro Paredes e Nuno Cachada
Direção Artística: Vasco Silva de Faria