João Sousa vence Frances Tiafoe em «batalha» de 3 horas e vai defrontar Federer

  • Publicado em Atualidade
No Masters 1000 de Roma

O tenista vimaranense qualificou-se esta tarde para a segunda ronda do Masters 1000 de Roma, depois de eliminar o norte-americano Frances Tiafoe, por 2-1.

João Sousa, 72º classificado do ranking mundial, impôs-se em três sets a um tenista posicionado vários lugares acima na hierarquia da ATP, em 34º, pelos parciais de 6-3, 6-7 (3-7) e 7-6 (7-4), após três horas e um minuto de confronto, numa reedição da final do Estoril Open de 2018, na qual bateu Tiafoe em apenas dois sets.

Após o segundo triunfo sobre o norte-americano, em igual número de encontros, o número 1 português, de 30 anos, vai defrontar na segunda eliminatória o suíço Roger Federer, número três mundial e terceiro cabeça de série do torneio de Roma, que ficou isento de disputar a ronda inaugural.

João Sousa defrontou apenas uma vez o tenista suíço, um dos melhores da história da modalidade, nos oitavos de final em Halle, na Alemanha, em 2016, perdendo 6-7 (8-10), 6-4 e 6-2.

O tenista vimaranense dominou o primeiro set, quebrando por duas vezes o serviço do norte-americano - a segunda das quais permitiu-lhe mesmo fechar com 6-3 -, e conseguiu resistir a duas quebras do seu próprio serviço no segundo parcial, que apenas foi decidido no ‘tie-break’, com o triunfo de Tiafoe por categórico 7-3.

O terceiro e decisivo set decorreu sem «incidentes» até ao desempate, apesar de Tiafoe ter desperdiçado quatro «match points» no último jogo de serviço de João Sousa. No «tie break», o norte-americano conseguiu um «mini-break» e chegou a alcançar uma vantagem de 4-1, mas o tenista vimaranense respondeu com a conquista de seis pontos seguidos, fechando o encontro com 7-4.