Escritor brasileiro vence Prémio Camões 2010

  • Publicado em Atualidade

O escritor brasileiro Ferreira Gullar, de 79 anos, é o vencedor da edição de 2010 do Prémio Camões.

Nascido em 1930, Gullar é poeta, crítico de arte, biógrafo, argumentista de televisão, autor de peças de teatro e escritor, tendo lançado o seu primeiro livro, «Um Pouco Acima do Chão» em 1949, numa edição de autor. Opositor do regime militar brasileiro, esteve exilado em Moscovo, Santiago do Chile, Lima e Buenos Aires nos anos 70. Ao regressar ao Brasil foi detido 72 horas em 1977, sob a ameaça do seu filho ser sequestrado.
 
Em 1979, recebeu o prémio de personalidade literária do ano pela Câmara Brasileira do Livro, enquanto em 1985 ganhou o Prémio Moliére pela tradução de «Cyrano de Bergerac», que já obtivera em 1966, em parceria com Oduvaldo Vianna Filho, pela peça «Se Correr o Bicho Pega, Se Ficar o Bicho Come».
 
Considerado o maior prémio literário em língua portuguesa, o Prémio Camões foi instituído há 12 anos pelos governos de Portugal e Brasil e visa reconhecer anualmente um escritor que contribua para "enriquecer o património literário" na língua de Camões, sendo anunciado e entregue em mãos, à vez: ora no nosso País, ora do outro lado do Atlântico.