Crianças: Maioria das doenças e acidentes de Verão é evitável

  • Publicado em Atualidade

altNo Verão, há mais gastroenterites e intoxicações alimentares entre crianças, mas são os acidentes em contexto de praia e ar livre que mais preocupam os especialistas. Exposição ao sol, desidratação, quedas e afogamentos são as principais causas de problemas.

As patologias mais comuns durante os meses de Verão decorrem muito mais frequentemente de acidentes do que de situações clínicas. "Há situações perfeitamente evitáveis e que acontecem quando os cuidadores se sentem mais libertos, em contexto de férias", explicou Fernanda Manuela Costa, directora do serviço de Pediatria do Centro Hospitalar do Porto. "As crianças ficam mais desprotegidas, porque estão fora do circuito fechado a que estão habituadas. Ficam mais expostas ao risco", acrescenta, alertando para casos de afogamentos e quedas.

Em tempo de praia, sol e calor, há regras básicas a adoptar pelos pais: o uso de protector solar 50+, de chapéu de abas largas e de óculos de sol. Procedimentos simples, mas que podem prevenir queimaduras solares. Os pais devem oferecer bastantes líquidos às crianças ao longo do dia.

São admissíveis os gelados, os sumos e uma ou outra guloseima, mas a sopa, a fruta e os legumes não devem ficar esquecidos só porque são férias. Além de incentivarem o exercício ao ar livre, os pais não devem descurar uma alimentação saudável.